quinta-feira, 18 de agosto de 2011

METAFÍSICA (wikcionario wiki wik dicionario enciclopedia etimologia etimologico )

A caravela era um moinho de vento /
que o vento empurrava /
na travessia pelo oceano /

Um moinho de vento /
com inovador conceito /
e desenho geométrico para o vento /
dar outro empucho /
( Um sistema de propulsão ) /

Ao invés de por a girar as pás /
na paz de Van Gogh em arte sublime /
a caravela recolhia o vento /
na barriga que a brisa ou monção /
estufava na vela branca /
pintada com cruz escarlate /
que identificava a Ordem dos Cavaleiros do Templo /

As caravelas semelhavam moinhos de vento /
- era o desenho da época /
ou moda conceptual de então /
para engenharia eólica /

A função da vela na caravela
era conter parte da força eólica em vela alva /
que inflava na forma de parábola cartesiana /
a fim de recolher o vento /
em sua alvura sob cruz cristã carmesim /

Se não era vela a catar o vento no cata-vento /
eram as quatro pás do moinho de vento /
as quais foram imortalizadas na ficção de Cervantes /
ao narrar a tresloucada investida do cavaleiro da triste figura /
contra as pás do moinho do vento /
arrostando-as com fúria impertinente /
Oh! pobre e triste cavaleiro andante! /
- Dom Quixote de La Mancha /
imagem melancólica do homem /
que será o homem morto /
e o homem ensandecido /
a poucos passos do abismo /
que se abre para o salto no vazio /
para o suicídio /
sem asas ou cruz cristã /
que arremeda a medo o desenho de asas /
que não servem à concepção do vôo /
sem laivo ou veleidade de aerodinâmica natural /
incapaz de desenhar e conceber
um planador com piloto que não fosse mórbido /
tentando inutilmente /
planar com asas sobrenaturais /
que não estão no planador /
mas na geometria sobrenatural do cristianismo /
que põe kamicazes no céu /
( O homem é o único ser
cujas asas são cruzes!
- um pássaro de cruz
e não de asas! )

As caravelas e o cristianismo eram cemitérios de cruzes /
partidas pela procela /
partindo na procela /
partilhando da procela /
- braços abertos /
no amplexo fatal /
com o vento e o tempo /
- contra o vento e o tempo! /

O homem é a caravela singrando o oceano
navegando ou naufragando
porquanto a caravela é seu invento
- sua criatura, sua invenção ou inovação de criador
seu ato de deus e Fauno
- a caravela e demias engenhos
é representa o homem
na pele e no metal de outro ser alegórico e real
tal qual o é o ser do Fauno
outra criação do homem para exprimir a vida
- a alma complexa
rígida e flexível no bioma
- a alma em fauno : meação hereditária de bicho e homem
animal nas partes pudendas
e homem no sistema nervoso central
alimentado pelo fauno interior ao homem
que é o sistema nervoso autônomo ou vegetativo
- o fauno vegetal e animal
que mantém vigorosa a alma no corpo fauno-humano

A caravela exprime no desenho da arquitetura
e na engenharia de sua construção ou montagem
que a embarca corrente da existência
( a tensa e densa existência humana! )
- expressa outra idéia de fauno!
posta em corpo de invenção
ou em artefato inventado ou criado pelo engenho fauno-humanóide
- meio e meio de homem ou ambiência humana
permeada pela sociedade e cultura
que é a liga ou cola das partes constituintes do corpo social
aonde o fauno se insere travestido de homem probo e morigerado
- meio a meio
metade fauno ou corpo de fauno
( e não de Cristo! )
silvano silvestre
silvo de víbora sibilando
sibilo sibila
erva árvore arbusto liana trepadeira caule lenhoso
- enfim : a caravela e o homem
são ambos faunos
ou fauno e fauna
metade homem e metade caravela
meio homem e meio caprídeo
- meio corpo com fundo em ritmo e rito cerebral
e metade no ritmo do rito da aritmética
que anima a natureza
na profusão e fertilidade da cornucópia

A caravela é a expressão aritmética na água
de um enorme pássaro aquático
cujas asas se abrem na envergadura do albatroz
- exótica ave cujas asas são cruzes cristãs!...
pois o invento cristão para vôo
tem asas nas cruzes cristãs
símbolo magno de uma cultura radical
assim como do Corão
vem toda uma metafísica para constituir o espírito da álgebra no homem
com sua concomitantemente geometria
seu desenho contido nas normas do arabesco
pois todo invento ou criação de homem é fauno
- é uma expressão do fauno
que é e representa o homem em sua integridade física e psíquica
corpo e alma no fauno
e não no Cristo da igreja do mocho velho
esperando a noite para navegar no símbolo das trevas

Nenhum comentário:

Postar um comentário